Introdução:

A reposição de dentes perdidos representa tarefa
desafiadora e diversas modalidades de tratamento po-
dem ser empregadas. A instalação de implantes den-
tários representa o padrão ouro na reabilitação de pa-
cientes edêntulos. A confecção de uma prótese sobre
implante que satisfaça as expectativas de função, esté-
tica, higiene e conforto ao paciente tem como prerro-
gativa o bom posicionamento do implante, que por sua
vez é totalmente dependente da existência de estrutu-
ra óssea adequada. Em situações que o remanescente
ósseo é insuficiente, torna-se necessário o emprego de
técnicas reconstrutivas tanto de tecido ósseo quanto
de tecido gengival.
A literatura científica aponta de forma consagrada
que alguns fatores devem ser considerados na escolha
da técnica cirúrgica e do material de enxertia óssea a
ser utilizado: o tipo de defeito ósseo (altura, espessura,
ou associado), região que se encontra o defeito (arcada
superior ou inferior, em região anterior ou posterior), e
o tamanho do defeito (unitário, múltiplo, total).
No entanto, recentemente, novos fatores têm sido
apontados na literatura como de grande importância
na escolha da técnica cirúrgica e do material de en-
xertia a ser utilizado. Nesse sentido, Pelegrine et al.,
2018, apontou em seu estudo que a presença de osso
medular no interior do rebordo remanescente é de
suma importância e representa um fator determinante
na escolha pela utilização de material não autógeno
para a reconstrução desse rebordo. Já Guillen & Nóia,
2020, em Dissertação de Mestrado, observaram que,
além disso, um outro fator é essencial para a escolha
da técnica cirúrgica, a forma do rebordo alveolar rema-
nescente, que pode ser plano ou côncavo. Rebordos
planos têm seus resultados otimizados quando asso-
cia-se técnicas de osteotomias e material de enxerto
não autógeno, já rebordos côncavos favorecem a
realização de enxertos de forma aposicional/ROG
também com o uso de material não autógeno.
Diante do exposto, o presente trabalho teve por
objetivo mostrar situações clínicas que direcionam
para a melhor técnica cirúrgica que devemos esco-
lher no dia a dia clínico.

 

Criteria Biomateriais

Contate nos

Informações de contato

Rua Silvania, 141
Vila Nova Conceição, Sp, 04513-000.

+0800 735 7350

Siga nossas sociais

Qual produto relacionado a sua dúvida?

Deseja o contato de um consultor Critéria?

15 + 11 =

Share This