Distribuidor Critéria? CLIQUE AQUI .

Associação de biomateriais de tipo autógeno e xenógeno em casos de levantamento de seio.

por | ago 27, 2020 | 0 Comentários

Paciente sexo feminino, 54 anos, se apresentou na clinica particular com uma queixa de estética e funcionalidade oclusal, foi submetida a cirurgia de levantamento de seio do lado esquerdo, para posterior colocação de um implante na região de 16, e posterior confecção de uma prótese de tipo protocolo.

Realizou-se o acesso sinusal pela técnica de aceso lateral, elevação e descolamento da membrana de Schneider e preenchimento do seio maxilar com osso xenógeno de tipo bovino (Lumina Bone, Criteria).
Para estimular e acelerar a neoformação óssea, optou-se por acrescentar o L-PRF e I-PRF ao procedimento misturando com o enxerto ósseo, com a técnica do sticky-bone, por ser rico em leucócitos, além de conter fatores de crescimento, citosinas e células mesenquimais. As membranas foram aderidas a uma matriz de colágeno de tipo I-III (lumina double time, Criteria), com a técnica de sanduiche, para estimular a formação epitelial no fechamento da janela de acesso, sendo que a membrana de L-PRF e a matriz de colágeno podem ser utilizadas como membranas reabsorvíveis. Podendo inclusive, ficar expostas ao meio bucal.

 

No fechamento da ferida foi utilizado fio de Nylon 4-0, e um bio-adesivo a base de cianoacrilato (Periacryl, HV, Glustitch).

Leandro Lecio

Leandro Lecio

Cirurgião Dentista

Doutorando em Periodontia – UNG
Mestre em Implantodontia – UNG
Consultor Cientifico Criteria Biomateriais

Caso poradmin

Fique pode dentro de nossas atualizações

Inscreva-se

Casos relacionados.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de e-mail para receber as últimas notícias e atualizações e promoções

Sua inscrição foi efetuada com sucesso.

Share This