A altura óssea inadequada na parte lateral da maxila posterior constitui uma contra-indicação para cirurgia de implante, ao qual nesta condição pode ser tratada com um aumento interno do assoalho do seio maxilar, elevando do assoalho sinusal, anteriormente denominada elevação sinusal, consistindo em um procedimento cirúrgico no qual uma porta articulada superior na parede lateral do seio maxilar é preparada e rotacionada internamente para uma posição horizontal, para que o novo piso sinusal elevado, juntamente com a mucosa
maxilar interna, criará um espaço que pode ser preenchido com biomateriais para enxertia (Bergh et al., 2000). Como resultado, a reconstrução óssea cirúrgica nessa região evoluiu nos últimos anos e hoje em dia o uso de enxertos autógenos é praticamente desnecessário e quase nunca é realizado, tanto que, para Goulart e colaboradores em trabalho proposto em 2015, hoje, o uso de biomateriais sozinho para realizar o aumento do seio maxilar tem sido relatado com sucesso na literatura científica. Em revisão sistematica proposta com Castro et al., 2017, a associação de biomateriais e fibrina rica em plaqueta, permite o aumento da previsibilidade de resultados em cirurgias com ou sem a presença imediata da instalação de implantes. 
O Caso proposto, tem como objetivo relatar a técnica que utiliza o biomaterial Lumina-Porous® no seio maxilar, associando ao uso da fibrina rica em plaquetas

com instalação dos implantes imediatos, com intuito de demonstrar as propriedades do material à luz dos resultados alcançados. 
MAS, paciente do sexo feminino, 62 anos, apresentado na clínica do curso de pós-graduação da universidade FACSET no polo do Instituto Braga de Odontologia e Pesquisa, para colocação de implantes dentários. A história do paciente

revelou ausência de dentes na maxila posterior do lado esquerdo por vários anos e o uso de uma prótese parcial removível na região. O exame clínico e radiográfico indicou a necessidade de reabilitar os dentes 26 e 27. Além disso, a altura óssea até o assoalho do seio maxilar foi de 2 mm á no máximo 2mm, com boa espessura óssea na região, e a necessidade exodontia de mais residual do 26. Foi submetida a cirurgia para levantamento de seio em técnica traumática, com a inserção de implantes de tamanho 3,75 x 11mm em substição

de cada ausência. Mediante a descorticalização da parede óssea vestibular da região, utilizando broca esférica carbide FG1, no qual, devido a atrofia óssea das regiões, realizamos a reconstrução do perfil ósseo, preenchendo e recobrindo com enxerto ósseo heterogêneo, Lumina Bone Porous granulação Large umectado com soro extraído do sobrenadante das membranas de PRF (Castro et al., 2017), seguido de recobrimento com membrana de colageno não reticulado tipo 1 e 3, Lumina Coat Double Time, em sequência submetemos a

adaptação de membranas de fibrina rica em plaquetas (PRF). Após 6 meses, realizamos a reabertura, para realização de restaurações implantossuportadas.

Conclusão

Com base na literatura, em relação ao caso clinico apresentado podemos concluir que a utilização de Enxertos ósseos de origem heterogênea, torna possível a manutenção da estrutura adjacente ao elemento dental extraído, mesmo em situações de maior complexidade para estabilidade do complexo periimplantar, mesmo em situações de atrofia severa como nas regiões posteriores de maxila.

Referência Bibliográfica
– Bergh van den JPA, Bruggenkate ten CM, Disch FJM, Tuinzing DB. Ana- tomical aspects of sinus floor elevations -Clin Oral Impl Res 2000: 11: 256–265. C Munksgaard 2000.
– Douglas Rangel Goulart, Luciana Asprino, Márcio de Moraes, Claudio Ferreira Nóia considerations on the Use of Lumina-Porous® Biomaterial in Maxillary Sinus Floor – International Journal of Biomedical Materials Research, 2015; 3(1): 1-4, Published online February 25, 2015 (http://www.sciencepublishinggroup.-
com/j/ijbmr) doi: 10.11648/j.ijbmr.20150301.12 ISSN: 2330-7560 (Print); ISSN: 2330-7579 (Online) – Ana B Castro 1 , Nastaran Meschi 2 , Andy Temmerman 1 , Nelson Pinto 1 3 , Paul Lambrechts 2 , Wim Teughels 1 , Marc Quirynen – Regenerative potential of leucocyte- and platelet-rich fibrin. Part B: sinus floor elevation, alveolar ridge preservation and implant therapy. A systematic review – Journal Clinical of Periodontology 2017 Feb;44(2):225-234. doi: 10.1111/jcpe.12658. Epub 2017 Jan 10.

Leandro Lecio

Leandro Lecio

Cirurgião Dentista

Doutorando em Periodontia – UNG
Mestre em Implantodontia – UNG
Consultor Cientifico Criteria Biomateriais

Criteria Biomateriais

Contate nos

Informações de contato

Rua Silvania, 141
Vila Nova Conceição, Sp, 04513-000.
+0800 735 7350

Siga nossas redes sociais

Qual produto relacionado a sua dúvida?

Deseja o contato de um consultor Critéria?

5 + 1 =

Share This