Distribuidor Critéria? CLIQUE AQUI e acesse a área exclusiva do distribuidor.

MANUTENÇÃO DO OSSO PERI-IMPLANTAR DE IMPLANTES IMEDIATOS EM ÁREA ESTÉTICA – ACOMPANHAMENTO TOMOGRÁFICO DE DOIS ANOS

MANUTENÇÃO DO OSSO PERI-IMPLANTAR DE IMPLANTES IMEDIATOS EM ÁREA ESTÉTICA – ACOMPANHAMENTO TOMOGRÁFICO DE DOIS ANOS

6 authors, including:

Guenther Schuldt Filho
Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul)

Daniela Peressoni Vieira Schuldt
Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul)

Isabella Peixoto Luna Carneiro
Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul)

Márcio Formiga

RESUMO
Os implantes imediatos com estética imediata apresentam diversas
vantagens frente ao tratamento tradicional com carga precoce ou
tardia. Dentre as principais vantagens, pode-se citar o menor número
de intervenções cirúrgicas e a devolução mais rápida da estética
ao paciente. No entanto, um protocolo rígido deve ser seguido para
obtenção de sucesso em longo prazo. Este relato tem como objetivo
apresentar um caso de exodontias sem elevação de retalho com
implantação imediata e estética imediata. Ainda, a manutenção do
rebordo foi realizada com a utilização de enxerto xenógeno de lenta
taxa de substituição para compensar a remodelação fi siológica da
tábua óssea vestibular.

Implante Imediato e Regeneração Óssea em Alvéolo Pós Extração

Implante Imediato e Regeneração Óssea em Alvéolo Pós Extração

Autores:
Tárcio Hiroshi I Skiba  Cláudio Nóia; Bruno Sá; Lucas C Souza; Vanessa Carvalho S Silva.

Introdução

Com a finalidade de poder oferecer tratamentos mais rápidos, diminuição do número de intervenções, bem como da morbidade e do custo para os pacientes, os protocolos de tratamento em implantodontia vêm evoluindo rapidamente, possibilitando, por exemplo, cargas mais rápidas e instalação de implantes em áreas com remanescentes ósseos menos favoráveis (Papaspyridakos et al. 2014; Mangano etal. 2016).
Os procedimentos com protocolos de implantação imediata em alvéolo pós extração vêm ganhando grande popularidade (Chrcanovic et al. 2012), porém sabe-se que o preparo preciso das paredes ósseas se dá mais em região apical, enquanto o espaço coronal é preenchido principalmente pelo final da fase de cicatrização (Polizzi et al. 2000), por esse motivo, para otimizar o resultado final e evitar complicações, a realização simultânea de procedimentos de regeneração óssea se faz necessária (Cosynet al. 2010).O presente relato de caso tem como objetivo demonstrar a utilização do Lumina Bone Porous e Lumina PTFE em regeneração alveolar após exodontia minimamente invasiva e instalação imediata de implante, com a finalidade de ganho ósseo por permitir a manutenção de arcabouço e repopulação seletiva de células ósseas em seu interior, bem como ganho de mucosa queratinizada pela estabilização da barreira intencionalmente exposta ao meio bucal.

Relato de caso

Fig 1. Exame tomográfico, evidenciando o extenso defeito ósseo com
comprometimento da tábua óssea vestibular

Fig 2. Aspecto Clínico Inicial

Fig 3. Incisão para sindesmotomia e retalho
prévio ao descolamento

Fig 4. Exodontia, curetagem e descolamento
para completa visualização do defeito

Fig 5. Raizes residuais e lesão após extração
e curetagem

Fig 6. Aspecto pós exodontia e curetagem

Fig 7. Pino de paralelismo após fresagem
inicial

Fig 8. Instalação do implante imediato

Fig 9. Aspecto oclusal após instalação do
implante

Fig 10. Preenchimento prévio do alvéolo com Lumina Bone Porous,
granulação Large

Fig 11. Aspecto oclusal, após preenchimento

Fig 12. Afastamento para estabelecimento do
nicho vestibular de inserção da barreira de dPTFE

Fig 13. Barreira de d-PTFE (Lumina PTFE) após
recorte mapeado para adequada adaptação em
toda a extensão do defeito

Fig 14. Assentamento da barreira por vestibular e
complementação de enxerto ósseo com Lumina
Bone Porous

Fig 15. Assentamento da membrana de d-PTFE
por lingual

Fig 16. Estabilização da membrana através de
sutura

Fig 17. Vista oclusal da membrana de d-PTFE
após assentamento

Fig 18. Vista oclusal da membrana de d-PTFE
estabilizada por sutura e intencionalmente
exposta no meio bucal

Conclusão

A utilização de barreira de d-PTFE intencionalmente exposta ao meio bucal,
concomitante a enxerto xenógeno esponjoso demonstrou ser uma alternativa prática e
eficaz para procedimento regenerativo simultâneo a instalação de implante em alvéolo
pós-extração.

Referências

Papaspyridakos P, Chen CJ, Chuang SK, Weber HP. Implant loading protocols for
edentulous patients with fixed prostheses: a systematic review and meta-analysis.
Int J Oral Maxillofac Implants. 2014;29 Suppl:256-70. doi:
10.11607/jomi.2014suppl.g4.3. PubMed PMID: 24660202.
Mangano C, Piattelli A, Mangano F, Rustichelli F, Shibli JA, Iezzi G, Giuliani
A. Histological and synchrotron radiation-based computed microtomography study of
2 human-retrieved direct laser metal formed titanium implants. Implant Dent. 2013
Apr;22(2):175-81. doi: 10.1097/ID.0b013e318282817d.. PubMed PMID: 23493092.
Chrcanovic BR, Albrektsson T, Wennerberg A. Dental implants inserted in fresh
extraction sockets versus healed sites: a systematic review and meta-analysis. J
Dent. 2015 Jan;43(1):16-41. doi: 10.1016/j.jdent.2014.11.007. Epub 2014 Nov 26.
Review. PubMed PMID: 25433139.
Polizzi G, Grunder U, Goené R, Hatano N, Henry P, Jackson WJ, Kawamura K,
Renouard F, Rosenberg R, Triplett G, Werbitt M, Lithner B. Immediate and delayed
implant placement into extraction sockets: a 5-year report. Clin Implant Dent
Relat Res. 2000;2(2):93-9. PubMed PMID: 11359269.
Cosyn J, Vandenbulcke E, Browaeys H, Van Maele G, De Bruyn H. Factors
associated with failure of surface-modified implants up to four years of
function. Clin Implant Dent Relat Res. 2012 Jun;14(3):347-58. doi:
10.1111/j.1708-8208.2010.00282.x. Epub 2010 May 11. PubMed PMID: 20491819.

Tárcio Skiba

Tárcio Skiba

Cirurgião Dentista

Porto Velho,RO – Brasil
Especialista, Mestre e Doutorando em Implantodontia

Considerações clínicas para otimização dos resultados em enxertia óssea: parte II

Considerações clínicas para otimização dos resultados em enxertia óssea: parte II

Resumo

Na Implantodontia, a otimização dos resultados é uma preocupação constante dos profissionais que a exercem. Para isso, é necessário abordar, de forma adequada, fatores que podem influenciar diretamente os resultados desses tipos de reabilitações. Nesse sentido, abordamos e discutimos, neste trabalho, a importância de alguns aspectos que influenciam diretamente os enxertos de tecido ósseo, como sua adaptação e fixação ao leito receptor, bem como o preenchimento de interfaces e a cobertura dos enxertos com biomateriais, aliados ao uso de membranas reabsorvíveis. Além disso, abordamos e
discutimos, também, sobre a crescente utilização de biomateriais no preenchimento do espaço vestibu-
lar nos casos de implantes imediatos, o que veio a dar segurança nesse tipo de implantação, estabilizando os tecidos envolvidos. Desse modo, atualmente, é possível afirmar que os bons resultados obtidos com as implantações imediatas possibilitam uma diminuição no número de grandes reconstruções.
Considerações clínicas para otimização dos resultados em enxertia óssea: parte I

Considerações clínicas para otimização dos resultados em enxertia óssea: parte I

Resumo

Diante da inexistência de um substituto ósseo ideal, que promova a reconstrução dos diferentes tipos de defeitos ósseos com alta previsibilidade, alto índice de sucesso e
preferencialmente sem a necessidade de uma área doadora do próprio paciente, sabe-se que a obtenção de resultados de excelência em enxertia óssea representa um verdadeiro desafio aos cirurgiões mesmo nos dias atuais. Objetivo: sendo assim, o objetivo desse trabalho foi abordar alguns aspectos que possuem a capacidade de influenciar diretamente os resultados em enxertia óssea, tais como o tipo de defeito, escolha do substituto ósseo, limites biológicos das técnicas cirúrgicas e a microarquitetura dos enxertos, haja vista que uma abordagem adequada desses
fatores possibilita ao profissional a obtenção de excelentes resultados clínicos.
Otimização de resultados através da colocação do Implante Dentário e associação de osso liofilizado e membrana reabsorvível – relato de caso

Otimização de resultados através da colocação do Implante Dentário e associação de osso liofilizado e membrana reabsorvível – relato de caso

Resumo

A realização de enxertia óssea convencional visando corrigir defeitos ósseos, para posterior colocação de implantes dentários é uma opção viável e previsível, mas que aumenta o tempo e a morbidade dos tratamentos implantodônticos. Sendo assim, a realização da implantação mesmo em áreas com deficiente volume ósseo, associada à colocação de biomateriais e membranas reabsovíveis é uma opção para reduzir a duração e a morbidade do tratamento.
De acordo com a literatura, esse método quando bem indicado e executado, proporciona resultados semelhantes à enxertia convencional. Diante do exposto, o objetivo
do presente trabalho foi relatar e discutir o caso clínico de um paciente que apresentava perda óssea em região anterior de mandíbula e que foi tratado através de implantação, colocaçãode biomaterial e membrana reabsorvível sobre a superfície exposta do implante, no mesmo momento cirúrgico. Os resultados pós-operatórios demonstram estabilidade, tecidos moles mantidos em posição e volume gengival adequado, o que vem a evidenciar o sucesso do plano de tratamento executado.